CADEQ COMPLETA 17 ANOS DE LUTA CONTRA AS DROGAS


Evento comemorativo ocorrerá na próxima segunda-feira, dia 25

O Centro de Apoio, Desenvolvimento e Qualificação (Cadeq), entidade cubatense voltada para recuperação de dependentes de drogas e atendimento às famílias, completará 17 anos de existência, na próxima segunda-feira (25). Para comemorar, promoverá na mesma data a palestra "Dependência Química: mitos e verdades", a cargo de Marcelo Lourenço, especialista no assunto e atual secretário de Assistência Social do município de Peruíbe. O evento ocorrerá a partir das 19 horas na Avenida Nove de Abril, 3.506 (ao lado da agência dos Correios). Faz parte da Semana Municipal Antidrogas, organizada pela Prefeitura, iniciada no dia 19 e que termina no dia 26.

O Cadeq tem sede na Travessa José Vicente, 50, Sítio Cafezal, e faz o acompanhamento de 40 dependentes químicos, abrigados em instituições da Baixada e do Estado. Ao mesmo tempo, presta assistência social e psicológica às famílias. Para isso, mantem reuniões duas vezes por semana. Às segundas-feiras (19 horas) ocorre na igreja Vida em Cristo (Av. Nove de Abril, 3.506, na Vila Nova) e quartas-feiras (14 horas), na sede do Cadeq. A entidade fica aberta, para atendimento geral, de segundas às sextas-feiras das 8 às 17 horas.

"A porta de entrada da assistência aos dependentes químicos é a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Saúde. O Cadeq, que atua estreitamente ligado à Secretaria de Assistência Social, faz um atendimento complementar, no qual o acompanhamento das famílias tem papel fundamental", informa o consultor em dependência química Severino Eleno Mendonça Correia, um dos fundadores e atual presidente da entidade.

O projeto de atendimento ás famílias está sob responsabilidade da assistente social Odete do Carmo Silva. Ela explica que as famílias ficam muito vulneráveis psicologicamente, quando constatam que um de seus membros é dependente químico. "Diversos fatores, entre eles o complexo de culpa, contribuem para isso e até provocam desestruturação familiar", diz.

A atuação do Cadeq visa não só a dar-lhes apoio psicológico nos momentos mais críticos, como, também, prestar todas as informações e orientações sobre como o lidar com o problema, esclarece Odete. Desde sua fundação, até agora, a entidade atendeu a seis mil famílias.

Em seus 17 anos de existência, o Cadeq foi alvo de diversas manifestações de reconhecimento da sociedade. Em 2009, recebeu o certificado Valorização da Vida, do Conselho de Políticas Antidrogas do Governo do Estado, por ter sido considerada a entidade do setor mais atuante na Baixada Santista.   

Texto: Paulo Mota - MTb 12.814/Secom/PMC




11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo